Haiti: aberta a 16ª comunidade FMA

Haiti: aberta a 16ª comunidade FMA

Anses-à–Pitres (Haiti). «Os pobres não podem esperar» tinha dito Madre Yvonne Reungoat em sua carta circular de setembro de 2015 sobre os migrantes. Esta palavra ressoou fortemente na Inspetoria “Nossa Senhora do Perpétuo Socorro” no Haiti, quando Ir. Aline Nicolas, a nova inspetora tomou a iniciativa de responder ao convite de olhar para a situação dos migrantes. Ela se interessou por Anses-à-Pitres, uma cidade na fronteira com a República Dominicana, onde os deportados migrantes colocaram seus acampamentos. Menos de um ano depois, a Madre Geral respondeu “Sim”, dando sua permissão para a abertura da nova comunidade, sob a proteção de S. João Paulo II.

No dia 30 de agosto de 2016, uma delegação de 21 Irmãs, na maioria diretoras de comunidade, 4 Noviças, 3 membros da Congregação dos Irmãos de Santo Afonso de Liguori, a Juíza titular da cidade de Jacmel, Sra. Adline Dougé e outros amigos da Inspetoria, acompanharam Ir. Aline Nicolas a Anses-à-Pitres para a cerimônia de inauguração. 

No dia 31 de agosto, dia da comemoração do nosso fundador São João Bosco, a cerimônia começou com uma procissão dos membros da nova comunidade ( Ir. Marie Lucia Joseph, diretora, Ir. Altina Altiné, Ir. Antoinette Guillaume e Ir. Phénise Lautore),  acompanhadas pela Inspetora do Haiti, por dois membros do Conselho e por Ir. Basilia Ramirez, Inspetora da Inspetoria Antilhana. Em seguida os padres da diocese do Haiti Sudeste: Mons. Sauveur Content, vigário geral da Diocese, Pe. André Léveillé, vice chanceler e diretor diocesano da pastoral, Pe. Bertrand Dieuveille diretor da Cáritas e ecônomo da diocese, Pe. Armand Chéry, pároco da paróquia de Mussac, Pe. Marc Stanley Rousseau, do Centro Pastoral de Jacmel, Pe. Edvard Jeudy, da cidade de Anses-à-Pitres, Pe. Jean Baptiste Withney, salesiano de D. Bosco, delegado do Inspetor dos SDB, Pe. Jean-Paul Mésidor e o Pe. Luc Léandre, pároco da paróquia N. Sra. de Lourdes. O coro dos jovens da paróquia animou a celebração.   

Ir. Aldine Clergé, Conselheira inspetorial e Mestra das Noviças, dirigiu os diversos momentos da cerimônia. Na abertura se fez a leitura do decreto de ereção da nova comunidade, enviado pela Madre Geral, Me. Yvonne Reungoat; depois, a leitura da carta pastoral de Mons. Launay, através das palavras de Pe. André Léveilléin, que manifestou a alegria do dom das irmãs salesianas em Anses-à-Pitres. Ele apresentou o esforço de cada um e a responsabilidade própria de cada realidade para o pleno êxito desta missão e o bem de todos os que crescem nesta região e ao redor de Belle Anse, nativos, migrantes jovens e menos jovens.

Na homilia, Mons. Content explicou o motivo carismático da chegada das irmãs em Anses-à-Pitres, isto é, “a chegada de um jovenzinho nascido em 1815, chamado João Bosco e de um sonho. E, graças à generosidade de uma jovem de nome Maria Domingas Mazzarello “ Monsenhor esclareceu o sentido profundo do trabalho educativo das irmãs segundo o carisma salesiano, convidando os jovens, as crianças, os adultos a se aproximarem sem medo da comunidade e participar das atividades da escola, do Patronato, dos centros profissionais, dos grupos, da pastoral e de todas as iniciativas próprias do carisma salesiano.

No fim da cerimônia, Ir. Aline Nicolas apresentou oficialmente a nova comunidade ao povo de Deus, explicando o sentido do trabalho delas. Agradeceu a todos pela presença, apresentou as Irmãs da Inspetoria das Antilhas ( Santo Domingo, Cuba e Porto-Rico) que manifestaram sua alegria em participar da inauguração desta comunidade próxima, desejando uma colaboração aberta, serena e frutuosa.

O Vice Chanceler da Diocese, Pe. André Léveillé explicou o sentido jurídico de ter uma casa na diocese e o estatuto da comunidade em um território, segundo o Direito Canônico e a Concordata de 1860, assinada entre a Igreja do Haiti e o Estado. Depois, Pe. Léandre Luc, o pároco, compartilhou sua alegria e sua emoção convidando o coro a cantar o Cântico de Simeão «Kilès Bondye ye pou’l renmen Anses-à-Pitres konsa», “agora deixa o teu servo ir... o teu povo está em festa... a levar tuas maravilhas...”
Desta forma convidou as pessoas a se deixarem ajudar, a crianças a se deixarem amar e os jovens a se deixarem conquistas pela alegria, acolhimento, dinamismo, caridade e solidariedade, que ele mesmo pôde experimentar nas irmãs e deixarem-se formar em tudo.   

Depois da cerimônia, os padres e as irmãs, os amigos e benfeitores se dirigiram à nova casa das irmãs para a bênção oficial. Pe. Content benzeu e incensou todos os ambientes da casa, os objetos de culto e de serviço. Em seguida foi servido um almoço para todos na casa paroquial. Durante a tarde algumas irmãs puderam visitar a cidade de Anses-à-Pitres e a cidade de Pedernales na República Dominicana.

À noite, Ir. Aline Nicolas fez a oração de posse da diretora da obra, Ir. Marie Lucia Joseph, implorando a força do Espírito Santo sobre ela e sobre as irmãs que colaborarão com ela nesta nova comunidade, para o advento do Reino de Deus nesta porção da Igreja que deve levar Deus a todos, especialmente aos migrantes e repatriados que têm tanta necessidade de compreender o amor de Deus por eles, apesar da situação difícil em que se encontram atualmente.

No dia 1º de setembro, durante a missa, foram lembrados os 81 anos da chegada dos primeiros missionários salesianos na terra do Haiti.  Pe. Luc Léandre agradeceu Madre Yvonne e seu Conselho, as irmãs salesianas da Inspetoria.  Pe. Edvard, filho da terra de Anses-à-Pitres, lembrou um pouco da história e dos numerosos passos feitos para ter religiosos em sua  cidade natal.  Hoje estão presentes três congregações: os irmãos de Santo Afonso, os Dominicanos de Fátima e as Salesianas. Pe. Jean Baptiste acentuou que com as FMA está presente toda a Família Salesiana: os salesianos de Dom Bosco (SDB), os Salesianos Cooperadores (SSCC), a Associação de Maria Auxiliadora (ADMA), os Ex-alunos (AAEE). « A Inspetora disse: “Eis as Irmãs”, e acrescento: eis a Família Salesiana.  Nós somos todos uma família. A presença de um membro manifesta a dos outros membros. Quando vocês virem chegar jovens na paróquia de vocês, compreenderão melhor».

FOTO FLICKR

Escrever comentário
4 comentários
17/09/2016 21:17:28 - kinder "María Auxiliadora" La Paz-Bolivia

¡FELICIDADES! Dios bendiga la nueva obra y a cada una de las Hermanas de la Comunidad y María Auxiliadora se pasee por la casa y acoja bajo su manto esta nueva iniciativa. Felicitaciones a la Inspectora Aline Nicolas. Gracias en nombre de los destinatarios. Con cariño las Hermanas de Bolivia

17/09/2016 13:57:06 - Marie Agnès

je suis très heureuse de voir votre province s'étendre et rejoindre les frontières ! Que nos vies ne soient que joie et don !

17/09/2016 10:28:29 - Ganshoren M.A.

Félicitations !... Nous souhaitons un bel apostolat à sr Lucia Joseph que nous connaissons et à toute la nouvelle communauté. Soyez toutes assurées de notre prière et de notre amitié. Sr Agnès pour les soeurs aînées de Ganshoren.

13/09/2016 04:46:44 - Sr.anna THA

Sono compiaciuta per la corrispondenza delle Sorelle di questa ispettoria alle proposte della Madre che sono sempre in sintonia con quelle della Chiesa, quindi "progetto di Dio". Questa 16ma comunita' di FMA possa rispondere ai bisongi della gente, della gioventu' li' presente e con loro camminare sulla via di Dio. Questa loro esperienza di aprtura, e' di stimolo anche per noi ad aumentare le nostre presenze in Thailandia con la nostra testimonianza di FMA piu' fervida.


OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.