Kinshasa em festa

Kinshasa em festa

Kinshasa (RD Congo). No dia 12 de novembro de 2016 a Madre Geral das Filhas de Maria Auxiliadora chega ao aeroporto internacional de Ndjili – Kinshasa (RDCongo), onde é recebida pelo comandante do aeroporto, Sr. Kitwa Pancrace ADB e alguns membros da Família Salesiana que, com aplausos, exprimem a alegria de encontrá-la.
Ir. Maria del Carmen Larai oferece à Madre um xale com as cores da bandeira congolesa, para expressar a alegria da Filhas em recebê-la na capital da RD Congo. Três crianças da escola “Dom Bosco”, das FMA, vestidas com trajes da época, Dom Bosco e Madre Mazzarello, lhe dão as boas vindas. Com entusiasmo, as crianças lhe oferecem flores e frutas da terra congolesa.

Ao sair do aeroporto, Madre Yvonne é esperada pela fanfarra dos jovens Kiro, o corpo médico de Malweka e outras Irmãs, que fazem uma dança como mensagem de “boas vindas”.

Todos os presentes, em cortejo, se dirigem a Sanga Mamba onde está a primeira comunidade das FMA em Kinshasa. Em Sanga Mamba, as meninas da obra Mazzarello acompanham a Madre para a Capela cantando, e após uma pequena introdução da diretora da comunidade interpretam o canto “História de amor”, composto por um congolês.

Na comunidade “S. João Bosco” de Kinshasa Sanga Mamba, a missa é celebrada por Pe. Jean Paul Luzolo, que na homilia exorta a “cuidar da vida interior, que é o motor do que os outros veem em nós, a ter uma linguagem clara e um coração amável para com todos”.
A chuva forte impede que os jovens da escola “Dom Bosco” encontrem a Madre. A comunidade goza de um belo momento de diálogo-confronto com a Madre, sobre o que ela viveu na região de Haut Katanga.
Quase ao fim da manhã alguns jovens, colaboradores e pais conseguem chegar até Madre Yvonne e cumprimentá-la, agradecendo-lhe pela presença das Irmãs em uma zona da periferia de Kinshasa. As crianças oferecem à Madre um quadro, uma pomba e flores.  

Um momento imprevisto é o encontro da Madre com a Superiora Geral das Irmãs da Caridade de Jesus e de Maria. Depois de um momento de conversa entre as duas, as duas Madres Gerais partilham a alegria do encontro a exemplo de Maria e Isabel.
À tarde Madre Yvonne visita a escola “Dom Bosco Mastnak”, a 25 Km de Sanga Mamba, em um bairro da periferia de Kinshasa, onde há pouco tempo as FMA abriram uma obra com uma escola primária, um centro de alfabetização para jovens e uma padaria para a formação profissional.  São cinco dias apenas que as Irmãs estão morando na casa construída para elas à frente da escola. Os alunos acompanham a Madre cantando até chegar ao pátio onde um professor lê uma saudação de boas vindas e uma criança lhe oferece um ramalhete de flores.  
A Madre encontra as Irmãs da comunidade. A animadora Ir. Hildegard Litzlhammer explica as razões desta nova presença em um bairro de periferia. A Madre agradece pela coragem e a audácia de se inserirem em um contexto difícil, pelo compromisso de educar, e estimula a saírem para encontrar o povo.

Depois de um momento de convivência dirige-se à comunidade da casa “São José”, da Gombe, “Café Mozart”. As jovens internas acolhem a Madre com festa, ao ritmo de uma dança.

Na manhã do dia 13 de novembro, na Capela da casa “São José” de Kinshasa, juntamente com as Irmãs de Mbujimayi e de Tolo, se rezam as Laudes. A Madre abençoa a nova superiora Ir. Maria Cristina De Lucia, que ao manifestar sua gratidão pela confiança, pede para ser sinal de esperança a serviço da missão em toda parte.

A Madre encontra as animadoras de comunidades e depois participa da Celebração eucarística presidida pelo Núncio Apostólico, Dom Luis Mariano Montemayor, que, na homilia, diz para “não ter medo, mas vencer as dificuldades com a fidelidade ao nosso primeiro amor, colocando toda a nossa confiança em Deus”.  No fim da celebração Madre Yvonne agradece ao Núncio pela presença e pela estima que manifesta em relação às irmãs salesianas da RDC e renova o convite para que visite sempre a missão delas.
A Madre “pede às Irmãs que sejam sempre mais apaixonadas por Cristo e que vivam o Da mihi animas com novo ardor apostólico, acompanhando os jovens na busca do projeto de vida.  Uma prioridade é o desejo de serem fecundas. O que conhecem os jovens de nossa vida? Abramos nossas casas aos jovens para que nos vejam rezar, comer, rir... não somente no trabalho escolar e na catequese. Viver o testemunho de mulheres de Deus que deve contagiar os jovens. Anima a cuidar da vocação dos Cooperadores e Cooperadoras como colaboradores da missão, a ter a coragem de propor esta vocação”.  Ir. Marie Dominique agradece à Madre em nome de todas as Irmãs por sua presença contagiante e alegre.

No dia 14 de novembro a Madre saúda as alunas do “Café Mozart” e as Irmãs que não queriam deixá-la partir. Um grupo de Irmãs acompanha a Madre e lhe manifestam gratidão e alegria por ter vindo visitá-las.
A Madre deixa o aeroporto às 13h45m. Bom retorno a Roma!

FotoFlickr: https://www.flickr.com/

Escrever comentário
1 commento
19/11/2016 14:03:18 - Soeur Nathalie

je suis très contente pour cette visite de la mère dans notre province AFC, que son passage apporte la bénédiction de Dieu et la joie d’être Filles de Marie Auxiliatrice pour les biens des âmes fragiles et aussi pour la sanctification de chaque sœur. Soeur Nathalie Mumba, missionnaire en Belgique Nord.


OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.