Momentos conclusivos de uma experiência de vida e de esperança

Momentos conclusivos de uma experiência de vida e de esperança

Lião (França). Oitenta FMA da Inspetoria francesa Notre-Dame de Lourdes (FRC) se reuniram na sede do Liceu Dom Bosco em Lião, de 30 de abril a 2 de maio passado, juntamente com Ir. Marie Dominique Mwema, Conselheira visitadora, que durante sua visita canônica pôde encontrar todas as comuniades e cada uma das Irmãs.

Ir. Marie Dominique começou sua reflexão retomando o tema do projeto inspetorial 2010: “Amor e verdade se encontrarão”, inspirado no salmo 85. Em seguida ressaltou tudo de bom que encontrou na inspetoria e relevou “a escolha de um estilo simples, sóbrio e solidário, em coerência com os mais pobres” que pôde constatar entre as Irmãs.

“A inspetoria, com irmãs de todas as idades, - disse Ir.Marie Dominique – tem a possibilidade de viver como Marta e Maria. Maria que encarna a dimensão vertical, isto é ‘contemplativa' permanecendo aos pés de Jesus para ouvi-lo, para falar-lhe, para contemplá-lo, para implorar-lhe e Marta que encarna a dimensão horizontal, a ‘dimensão ativa' “.

“Animadas pelo zelo do da mihi animas , que não tem idade, - continuou – todas as irmãs estão convidadas, ainda que de maneiras diversas, a conciliar ‘o saber ser e o saber fazer' chegando a todos os estratos sociais e dando respostas concretas às realidades da Igreja local para a educação”. “A vossa presença – sublinhou ainda Ir.Marie Dominique – nas novas fronteiras foi sempre impregnada por orientações educativas, sociais, culturais, religiosas, formativas e com uma grande abertura ao diálogo interreligioso”.

Ir. Marie Dominique encorajou as FMA a não perder a esperança, a continuar a semear e a cultivar sonhos, porque “nós somos filhos de sonhadores” e “porque ninguém conhece os segredos de Deus!”

Lançou tamabém alguns desafios. Como aquele de crescer em harmonia nas relações interpessoais que deixam o espaço para aceitação recíproca, para conhecimento umas das outras. Lançou um apelo vocacional convidando a perguntar-se em nível pessoal e comunitário: “O que fazer pela pastoral vocacional?

Exortou a descobrir sempre mais o espírito de família, característica do carisma, no acompanhamento recíproco revalorizando o colóquio e o encontro pessoal, no acompanhamento dos jovens e das famílias, sustentando os jovens que se preparam para o matrimônio porque “de boas famílias nascerão novas vocações”.

Convidou a continuar vivendo em comunhão com os outros membros da Família Salesiana para fazer dela um “vasto movimento” pela salvação dos jovens.

O tempo da partilha, da distensão salesiana e da oração permitiram viver três dias muito ricos. Para todas foi realmente um tempo de graça.

Escrever comentário
1 commento
11/05/2010 - Christine

Merci mes sœurs pour votre témoignage !! Merci pour ce que vous êtes !


OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.