Qual é a vossa missão?

Qual é a vossa missão?

Edimburgo (Grã Bretanha). Como Instituto que vive e trabalha em muitas nações do mundo, onde as FMA se confrontam diariamente com pessoas de diferentes confissões cristãs, parece-nos importante olhar com atenção para a conferência ecumênica de Edimburgo.

As Igrejas cristãs do mundo se reuniram de 2 a 6 de junho para comemorar o centenário da Conferência Missionária Mundial que se desenvolveu em 1910 em Edimburgo, e que hoje é considerada como a data de nascimento oficial do movimento ecumênico moderno.

Nos dias 14-23 de junho de 1910, mais de mil delegados, pertencentes aos diversos ramos do Protestantismo e do Anglicanismo, aos quais se uniu também um ortodoxo, se encontraram nessa cidade escocesa para refletir juntos sobre a necessidade de chegar à unidade para anunciar com credibilidade o Evangelho de Jesus.

Neste ano ocorre o centenário da Conferência: o aniversário esteve no centro da Semana de Oração pela unidade dos cristãos. O encontro de Edimburgo – apresentado em um comunicado do Conselho Mundial das Igrejas – objetiva “oferecer novas perspectivas para a missão no século XXI”. Cerca de 250 líderes do mundo todo estão participando da Conferência do Centenário. Estão presentes delegados das Igrejas protestantes, católica, ortodoxas, evangélicas e representantes das igrejas pentecostais.

Domingo, dia 6 de junho, aos 250 delegados se juntarão cerca de 800 convidados locais e internacionais para um culto celebrativo junto à sede histórica da conferência, na Sala das Assembleias.

Edimgurgo 2010 foi pensado como processo desde 2005, com nove temas de estudo e sete temas transversais aprofundados em sede regional e confessional. Os jovens em missão têm um papel de protagonismo. São considerados o futuro da igreja; tanto na Bíblia como na história cristã, o Evangelho é muitas vezes confiado a eles. (cfr. Edinburgh 2010 Youth Writing Contest ; Pax Romana )

Missão Unidade

A cem anos de distância o cristianismo aparece bem diferente de 1910. Vibrantes comunidades africanas, asiáticas, americanas e europeias estão emergindo, especialmente nas áreas urbanas. Sua atividade missionária se traduz muitas vezes em movimentos populares de massa.

Essas novas denominações cristãs desafiam o conceito tradicional de unidade da Igreja. O diálogo e a cooperação ecumênica devem tratar, entre outras, questões como: a falta de estruturas institucionais, a ausência em muitas delas do sistema doutrinal, as novas expressões litúrgicas. Diante dessa crescente diversidade do cristianismo mundial, a unidade da visibilidade da Igreja hoje torna-se um grande desafio para as igrejas, com muitas implicações educativas e formativas.

Somos chamados novamente a praticar o testemunho comum como um ato de evangelização ecumênica. Será necessário desenvolver processos de conversão e de reconciliação entre igrejas.

O testemunho do único Jesus Cristo exige dos cristãos do mundo todo a paixão criativa da unidade solicitada pelo Senhor Jesus. (cfr. www.edinburgh2010.org).

Escrever comentário
Não há comentários a esta entrada.
Seja o primeiro a comentar!

OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.