Enchente deixa cidade de Rio do Sul em estado de Calamidade Pública Rio do Sul (Brasil). As constantes chuvas que ocorreram durante todo o mês de agosto, aliadas a um volume superior aos 100 mm do dia 08 de setembro, provocaram a maior enchente de Rio do Sul desde 1984, quando o rio Itajaí-açu atingiu a marca de 15,46 metros. Às 20h da sexta-feira, 09 de setembro, o rio atingiu os 12,96 metros deixando 85% da cidade submersa, conforme divulgou a Defesa Civil. Dos 62 mil habitantes de Rio do Sul, cerca de 10 mil estão desalojados. Cerca de 2 mil ficaram desabrigados e foram encaminhadas para os 32 abrigos montados pela Prefeitura.
No Alto Vale do Itajaí os municípios de Aurora, Agronômica, Brusque, Ituporanga, Presidente Getúlio, Rio do Sul, Laurentino, Lontras e Taió decretaram estado de Calamidade Pública e agora começam a pensar na limpeza e organização das cidades. O município de Rio do Sul ficou completamente isolado do restante do Estado e o nível do rio, embora esteja baixando, ainda não chegou ao nível normal.
O Instituto Maria Auxiliadora, dirigido pelas Irmãs Salesianas, disponibilizou o ginásio de esportes para acolher as famílias atingidas pelas chuvas, recebendo mais de 50 pessoas. No abrigo as pessoas encontram um local para dormir e fazer as refeições. Na maioria dos casos, são famílias inteiras que perderam tudo o que tinham e chegaram apenas com a roupa do corpo. As pessoas continuam muito abaladas por não saberem para onde ir, e a escuta atenta é uma forma de diminuir o sofrimento delas. Neste abrigo, também forma acolhidos os pacientes que vieram da região para fazer hemodiálise no Hospital Regional de Rio do Sul e não puderam retornar para sua cidade de origem.
Casos como o de dona Geneci que, ao tentar ajudar os vizinhos e amigos, não conseguiu salvar as próprias coisas, demonstram o tamanho da solidariedade que se manifesta entre as pessoas simples da região.
Além da abertura do ginásio de esportes aos atingidos pelas chuvas, foram acolhidos na comunidade religiosa do Instituto Maria Auxiliadora familiares de duas Irmãs que sofreram as consequências da enchente. E como para a solidariedade não existe limite, a capela da escola acolheu também dois velórios, ou seja, os funerais de duas pessoas da comunidade riosulense que não tinham outro local para realizá-los.
Embora o colégio das FMA não tenha sido atingido, as aulas foram suspensas até a situação se normalizar um pouco mais na cidade. As Irmãs, juntamente com pessoas da comunidade educativa que não foram atingidas pelas chuvas estão se organizando para ajudar aos que mais precisam, formando equipes de trabalho para auxiliar na limpeza das casas, especialmente dos funcionários, parentes das Irmãs e alunos.
Apesar de toda a situação complexa e triste que a cidade vivencia, não faltam exemplos de solidariedade e ajuda mútua. Muitas pessoas estão acolhendo na própria residência outras famílias, colaboram como voluntários nos abrigos, organizam doações, ajudam no trabalho de limpeza e tudo o que podem fazer, visto que as necessidades são enormes.
Ainda não é possível ter ideia do quanto a cidade foi abalada, mas calcula-se que os prejuízos sejam pelo menos 3 vezes maiores que os da enchente de 1983 e 1984 quando Rio do Sul era ainda bem menor e menos desenvolvida.

Escrever comentário
4 comentários
18/09/2011 - sr Rosa

Nous venons de lire avec tant d`attention le désastre de l`inondation. Nous prions le Seigneur pour vous et nous vous souhaitons bon courage dans votre travail d`entraide envers les plus démunis. Que la Vierge vous protège. sr Rosa

16/09/2011 - Sr Lucia

Abbiamo letto con tanta attenzione le notizie delle devastazioni causate dalle alluvioni. Siamo vicino con la preghiera alle popolazioni colpite e sosteniamo il tanto lavoro di solidarietà delle nostre sorelle. Maria benedica ogni loro sacrificio per il bene di chi sofrre. Grazie!

16/09/2011 - Soeurs de BEB, maison de repos

Nous sommes vraiment touchées par ce désastre. Nous avons vécu il y a quelques mois la même chose en Belgique mais en plus petit. Il n`y a que notre prière qui puisse vous aider et notre amitié. Nous vous les envoyons de tout coeur.

16/09/2011 - Ir. Ercilde Moratelli, fma

Que Deus e Maria retribua as FMA que vivem em Rio do Sul e a todas as pessoas que deram de si, casa, tempo, ajuda na limpeza das casas dos irmãos atingidos! Nosso Colégio tem localização privilegiada neste sentido, e com isso, sempre que o triste fenomeno da enchente se abate sobre o povo rio-sulense pode oferecer acolhida e conforto aos que sofrem terriveis consequências das chuvas.


OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.