Os Santos fazem a história

Os Santos fazem a história

Tirano (Itália). Um pedacinho desta história realizou-se no sábado, dia 15 de outubro de 2011, em Tirano (SN), quando, às 20:30h, a Família Salesiana da região, com amigos e simpatizantes, se encontrou no esplêndido Santuário de ‘Nossa Senhora de Tirano', para fazer memória da santidade salesiana em Valtellina, região no norte da Itália.

Estavam presentes o Assessor da Cultura e Instrução da Comarca de Tirano, o Prefeito de Corteno Golgi, a Vice Prefeita de Concesio, Sra. Domenica Troncatti, prima de Ir. Maria, com outros parentes, as Comunidades FMA de Sôndrio, Tirano, Milão Via Timavo e Concesio, muitos Salesianos, Salesianos Cooperadores, Ex-Alunos/as, amigos.

Promotor deste evento foi o Salesiano Pe. Pierluigi Cameroni, Postulador das causas dos Santos da Família Salesiana.

O encontro, introduzido pela saudação do Pe. Remo Orsini, Pároco de Tirano e do Salesiano Pe. Remo Bracchi, teve seu início forte no relatório do Pe. Pierluigi Cameroni: “ Florescência de santidade em terras valtelinenses e arredores”. Quatro as figuras propostas à atenção afetuosa dos participantes: o Beato Pe. Luigi Guanella, o Venerável Pe. Giuseppe Quadrio sdb, Ir. Maria Troncatti fma e Pe. Carlo Braga sdb.

Os ‘arredores' de que fala o título se referem a Ir. Maria Troncatti, que não é propriamente valtelinense, tendo nascido em Corteno Golgi (BS), no alto Val Camonica, nos limites com Valtellina.

Da sua obra de missionária apaixonada falou Ir. Maria Vanda Penna, sublinhando sobretudo seu amor ao Deus da vida, que se traduzia em amor ativo para com os mais pobres e fracos da selva amazônica, verdadeiramente “pátria do coração” por mais de quarenta anos. A afirmação do historiador Salesiano Pe. Antônio Guerriero, segundo o qual sem a obra de Ir. Maria a etnia Shuar correria risco de extinção, retoma de modo feliz, o quanto ela, a preço de sacrifícios inauditos e forte pela confiança ilimitada em Deus, pôde realizar no leste equatoriano, tocando com a mão os prodígios que acompanham a fé e chegando a oferecer a vida pela paz entre Shuar e colonos.

Interessante que 106 anos atrás, justamente no dia 15 de outubro, Maria Troncatti partia do país natal para entrar em nosso Instituto, em Nizza Monferrato.

Do Pe. Guanella, Ir. Maria Vanda Penna lembrou um episódio que diz respeito ao Instituto fma. A cronistória escreve que, em 1875, mandadas por ele, por três anos tinha sido aluno de Dom Bosco, chegaram a Mornese, para se tornarem fma, várias jovens valtelinenses, levando como dote dinheiro que serviu para aliviar as privações da nossa primeira comunidade. Com aquele dinheiro, de fato, foi adquirida uma vaca que, naqueles tempos heroicos, forneceu o leite necessário à comunidade das irmãs e das alunas internas.

De Pe. Carlo Braga, grande missionário salesiano na China, falou S. Excia. Dom Hon Tai-Fai, Salesiano, Secretário da Congregação para a Evangelização dos povos, enquadrando sua preciosa obra no cenário da história chinesa do Novecentos.

A comemoração de Pe. Giuseppe Quadrio estava programada para o domingo, 16 de outubro, na sua cidadezinha natal, Vervio (SN)

A tarde se concluiu com a apresentação, por parte do Pe. Perluigi Cameroni, de um volume comemorativo, em quadrinhos, com textos em chinês e em italiano, sobre Pe. Carlo Braga.

A cordialidade e a simpatia com a qual os presentes participaram aos vários momentos testemunhou ainda uma vez o quanto a santidade atrai a atenção, também em um tempo que parece distraído das coisas espirituais, e como o espírito salesiano, que na realidade tem suas raízes na santidade, tenha ainda tanta coisa a dizer hoje, sobretudo pelo empenho para com os pequenos e os pobres do mundo.

Escrever comentário
Não há comentários a esta entrada.
Seja o primeiro a comentar!

OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.