Jovens, tenham a coragem da felicidade!

Jovens, tenham a coragem da felicidade!

Roma (Itália). «Digam-me: vocês aspiram realmente à felicidade?»  É a pergunta que o Papa Franciso dirige aos jovens na mensagem para a próxima Jornada Mundial da Juventude, que será celebrada no domingo, 13 de abril, em nível diocesano.  «Em um tempo no qual se é atraído por tantas aparências de felicidade, corre-se o risco de se contentar com pouco, de ter uma ideia “em miniatura” da vida.  Aspirem ao contrário a coisas grandes!  Alarguem seus corações!», escreve o Papa indicando as bem aventuranças como método para encontrar a alegria verdadeira.

Mas as bem aventuranças são revolucionárias, afirmam o primado de algo que o mundo de hoje não apenas rejeita, mas recomenda cuidadosamente que se evite: «As Bem aventuranças de Jesus são portadoras de uma novidade revolucionária, de um modelo de felicidade oposto ao que é comunicado habitualmente pela mídia, pelo pensamento dominante», lê-se na mensagem. 

São três as bem aventuranças que sinalizarão o caminho de preparação para o grande encontro em Cracóvia, em 2016: a primeira é “Bem aventurados os pobres de espírito porque deles é o Reino dos céus” (Mt 5,3).
Esta é a primeira tarefa entregue aos jovens, em um mundo dominado pelo delírio ilusório de que se possa ter tudo, o Papa recomenda: «Procurem, antes de tudo, serem livres em relação às coisas. Deus nos chama para um estilo de vida evangélico  marcado pela sobriedade, a não ceder à cultura do consumo.  Trata-se de buscar a essencialidade, de aprender a despojar-nos de tantas coisas supérfluas e inúteis que nos sufocam. Desapeguemo-nos do desejo de possuir, do dinheiro idolatrado e depois mal usado.  Coloquemos Jesus no primeiro lugar. Ele pode nos livrar das idolatrias que nos escravizam.  Confiem em Deus, queridos jovens! Ele nos conhece, nos ama e nunca se esquece de nós.  Assim como provê aos lírios do campo (cfr Mt 6,28), não deixará que nos falte nada!  Também para superar a crise econômica é preciso estar prontos a mudar o estilo de vida, a evitar os tantos desperdícios.  Assim como é necessária a coragem da felicidade, é preciso também a  coragem da sobriedade».   

«Para viver esta bem aventurança precisamos de conversão, todos, no que diz respeito aos pobres. Precisamos cuidar deles, sermos sensíveis às suas necessidades espirituais e materiais. A vocês, jovens, entrego de modo especial a tarefa de colocar novamente a solidariedade no centro da cultura humana». Eis o segundo compromisso para “viver a pobreza”,  é preciso tocar, acariciar os pobres, estar com eles. Em uma palavra, gastar um pedaço de si mesmo com os outros e pelos outros. Hoje é a bondade que faz a diferença.   

A pobreza, a pequenez, não somente material, mas espiritual, é algo hoje de pouca procura, que identifica na proximidade uma das palavras chave da mensagem: “Próximos do outro como Maria, no Magnificat”.  O cristão, se não se vê, não é verdadeiro cristão.  O frescor do anúncio, do testemunho sobressai ainda mais nos jovens.  Porque os jovens, quando se empenham seriamente, são muito mais radicais que os adultos.

«Vão, sem medo, para servir». São as palavras da Madre Geral, Ir. Yvonne Reungoat, aos jovens do MJS, em perfeita sintonia com aquelas do Papa. «Vocês, jovens do MJS, são portadores de um carisma que é missionário por natureza. Na Igreja vocês são pérolas preciosas de um Movimento dinâmico, que os convida a serem “jovens para os jovens”. Muitos dos seus amigos esperam de vocês uma palavra de esperança, gestos de amizade e de solidariedade; esperam de vocês testemunhos de alegria!  Mas qual é a fonte da verdadeira alegria?  É Jesus.  Vocês, jovens do MJS, são testemunhas da alegria se amarem Jesus, se forem disponíveis e se deixarem encontrar cada dia pelo Seu olhar que é sempre um olhar de amor».

Escrever comentário
1 commento
14/04/2014 00:34:09 - Sor Ma Luz Monroy

Hermoso el mensaje dado por el Papa y el comentario de nuestra querida Madre Ivonne. Me llena de gozo y pido al Señor nos ayude a ser signos visibles y creibles de esa felicidad que nos da el ser auténticas FMA. Esto anima a nuestros jóvenes que buscan profetas no sólo con la palabra sino sobre todo con la vida.


OK Su questo sito NON utilizziamo cookie di profilazione, ma solo cookie tecnici e/o per il monitoraggio degli accessi. Se vuoi saperne di più clicca qui. Cliccando sul pulsante OK presti il consenso all'uso di tutti i cookie.